CAMPO DE SÃO FRANCISCO * PONTA DELGADA - SÃO MIGUEL - AÇORES *

04
Out 13

 

 

PÁGINA LITÚRGICA

ANO LITÚRGICO C

ANO IIISemana de 05 a 11/10/2013

DOMINGO XXVI DO TEMPO COMUM

 

LEITURA I - Hab 1, 2-3; 2, 2-4

Leitura da Profecia de Habacuc

«Até quando, Senhor, chamarei por Vós e não me ouvis? Até quando clamarei contra a violência e não me enviais a salvação? Porque me deixais ver a iniquidade e contemplar a injustiça? Diante de mim está a opressão e a violência, levantam-se contendas e reina a discórdia?» O Senhor respondeu-me: «Põe por escrito esta visão e grava-a em tábuas com toda a clareza, de modo que a possam ler facilmente. Embora esta visão só se realize na devida altura, ela há-de cumprir-se com certeza e não falhará. Se parece demorar, deves esperá-la, porque ela há-de vir e não tardará. Vede como sucumbe aquele que não tem alma reta; mas o justo viverá pela sua fidelidade».

Palavra do Senhor.

 

SALMO RESPONSORIAL - Salmo 94 (95), 1-2.6-7.8-9 (R.8)

Refrão: Se hoje ouvirdes a voz do Senhor, não fecheis os vossos corações. Repete-se

 

LEITURA II - 2 Tim 1, 6-8.13-14

Leitura da Segunda Epístola do apóstolo São Paulo a Timóteo

Caríssimo: Exorto-te a que reanimes o dom de Deus que recebeste pela imposição das minhas mãos. Deus não nos deu um espírito de timidez, mas de fortaleza, de caridade e moderação. Não te envergonhes de dar testemunho de Nosso Senhor, nem te envergonhes de mim, seu prisioneiro. Mas sofre comigo pelo Evangelho, confiando no poder de Deus. Toma como norma as sãs palavras que me ouviste, segundo a fé e a caridade que temos em Jesus Cristo. Guarda a boa doutrina que nos foi confiada, com o auxílio do Espírito Santo, que habita em nós.

Palavra do Senhor.

 

 

EVANGELHO - Lc 17, 5-10

Evangelho de Nosso Senhor Jesus Cristo segundo São Lucas

Naquele tempo, os Apóstolos disseram ao Senhor: «Aumenta a nossa fé». O Senhor respondeu: «Se tivésseis fé como um grão de mostarda, diríeis a esta amoreira: ‘Arranca-te daí e vai plantar-te no mar’, e ela obedecer-vos-ia. Quem de vós, tendo um servo a lavrar ou a guardar gado, lhe dirá quando ele voltar do campo: ‘Vem depressa sentar-te à mesa’? Não lhe dirá antes: ‘Prepara-me o jantar e cinge-te para me servires, até que eu tenha comido e bebido. Depois comerás e beberás tu’? Terá de agradecer ao servo por lhe ter feito o que mandou? Assim também vós, quando tiverdes feito tudo o que vos foi ordenado, dizei: ‘Somos inúteis servos: fizemos o que devíamos fazer’.

Palavra da salvação.

 

NOTA EXPLICATIVA

                            

  LEITURA I

« O justo viverá pela sua fé »

A grande provação do exílio de Babilónia pôde fazer nascer no espírito de muitos de entre o povo de Deus interrogações e dúvidas, que vieram perturbar a sua fé: “Até quando Senhor...? Porquê ?” Mas a provação é purificação para a fé, e “o justo viverá pela sua fidelidade”. Sendo fiel até ao fim, viverá para sempre em Deus, a quem nenhum acontecimento do mundo poderá afetar.

 

LEITURA II

« Não te envergonhes de dar testemunho de Nosso Senhor »

A imposição das mãos, que foi certamente para Timóteo o momento da sua ordenação, é fonte do dom de Deus orientado para o apostolado. Este é uma obra difícil. É necessário, por isso, recorrer constantemente a essa fonte, donde brota a graça do Espírito Santo, que é a “força de Deus”.

 

EVANGELHO

« Se tivésseis fé! »

A fé é a raiz de toda a vida do cristão. A fé é que nos há-de predispor a fazer, com simplicidade e generosidade, tudo o que o Senhor nos mandar. Por isso, no cristão, todo o serviço do reino de Deus é exercício da fé, e, no fim de tudo, realização da sua própria vocação cristã.

 

INFORMAÇÕES

 

► No dia 13 do corrente mês (domingo), realiza-se um encontro com os movimentos da família e com os casais responsáveis pela Pastoral da Família de cada paróquia da Ouvidoria, na Escola Canto da Maia, a partir das 14 horas.

 

► Também no mesmo dia 13 e com início pelas 17:30 horas, na igreja de Nossa Senhora de Fátima no Lagedo, celebra-se uma Eucaristia em sintonia com todas as famílias do Mundo que estarão com o Papa em outubro na peregrinação do Ano da Fé.

publicado por Ruben Amorim em:- igrejasaojose às 15:42

pesquisar
 
PÁROCOS DA PARÓQUIA DE SÃO JOSÉ DE PONTA DELGADA
  • 1.º - Bacharel Ascénio Gonçalves -
  • 2.º - Padre Francisco Fernandes – 1581 a
  • 3.º - Padre José da Costa Marrecos – 1635 a 1669 (34 anos)
  • 4.º - Padre Francisco da Cunha Prestes – 1670 a 1687 (17 anos)
  • 5.º - Padre Cristóvão Soares de Melo – 1692 a 1725 (33 anos)
  • 6.º - Padre Pedro Ferreira de Medeiros – 1726 a 1760 (34 anos)
  • 7.º - Padre João Francisco Tavares – 1764 a 1768 (4 anos)
  • 8.º - Padre Joaquim de França – 1790 a 1798 (8 anos)
  • 9.º - Padre Manuel José do Rego – 1800 a 1809 (9 anos)
  • 10.º - Padre Jacinto Tavares do Rego Oliveira – 1814 a 1831 (17 anos)
  • 11.º - Cónego José de Medeiros e Sousa – 1833 a 1868 (25 anos)
  • 12.º - Padre António Luciano Horta – 1868 a 1891 (23 anos)
  • 13.º - Padre Manuel Augusto Pereira – 27/9/1893 a 1932 (39 anos)
  • 14.º - Padre Adelino Francisco de Oliveira – 1932 a 1939 (7 anos)
  • 15.º - Padre Jacinto Monteiro (vacatura) – 1939
  • 16.º - Monsenhor António de Almeida Maia – 22/10/1939 a 1992 (53 anos)
  • 17.º - Padre Laudalino de Sousa Duarte Frazão – 1992 a 8/8/2000 (8 anos)
  • 18.º - Monsenhor e Cónego José Garcia – 8/8/2000 a 17/10/2010 (10 anos)
  • 19.º - Padre Dr. Duarte Manuel Espírito Santo Melo – 17/10/2010
  • COMPILAÇÃO
    Rúben Borges de Medeiros Amorim - Contacto:- ruben.amorim@sapo.pt
    pesquisar