CAMPO DE SÃO FRANCISCO * PONTA DELGADA - SÃO MIGUEL - AÇORES *

04
Dez 11

 

 

PÁGINA LITÚRGICA

ANO LITÚRGICO B

ANO II - ESPECIAL - 8 DE DEZEMBRO

IMACULADA CONCEIÇÃO DA

VIRGEM SANTA MARIA

 

LEITURA I - Gen 3, 9-15.20

Leitura do Livro do Génesis

Depois de Adão ter comido da árvore, o Senhor Deus chamou-o e disse-lhe: «Onde estás?». Ele respondeu: «Ouvi o rumor dos vossos passos no jardim e, como estava nu, tive medo e escondi-me». Disse Deus: «Quem te deu a conhecer que estavas nu? Terias tu comido dessa árvore, da qual te proibira comer?». Adão respondeu: «A mulher que me destes por companheira deu-me do fruto da árvore e eu comi». O Senhor Deus perguntou à mulher: «Que fizeste?» E a mulher respondeu: «A serpente enganou-me e eu comi». Disse então o Senhor Deus à serpente: «Por teres feito semelhante coisa, maldita sejas entre todos os animais domésticos e entre todos os animais selvagens. Hás-de rastejar e comer do pó da terra todos os dias da tua vida. Estabelecerei inimizade entre ti e a mulher, entre a tua descendência e a descendência dela. Esta te esmagará a cabeça e tu a atingirás no calcanhar». O homem deu à mulher o nome de ‘Eva’, porque ela foi a mãe de todos os viventes.

Palavra do Senhor.

 

SALMO RESPONSORIAL - Salmo 97 (98), 1.2-3ab.3cd-4 (R. 1a)

Refrão: Cantai ao Senhor um cântico novo: o Senhor fez maravilhas. Repete-se

 

LEITURA II - Ef 1, 3-6.11-12

Leitura da Epístola do apóstolo São Paulo aos Efésios

Bendito seja Deus, Pai de Nosso Senhor Jesus Cristo, que do alto dos Céus nos abençoou com toda a espécie de bênçãos espirituais em Cristo. N’Ele nos escolheu, antes da criação do mundo, para sermos santos e irrepreensíveis, em caridade, na sua presença. Ele nos predestinou, conforme a benevolência da sua vontade, a fim de sermos seus filhos adotivos, por Jesus Cristo, para louvor da sua glória e da graça que derramou sobre nós, por seu amado Filho. Em Cristo fomos constituídos herdeiros, por termos sido predestinados, segundo os desígnios d’Aquele que tudo realiza conforme a decisão da sua vontade, para sermos um hino de louvor da sua glória, nós que desde o começo esperámos em Cristo.

Palavra do Senhor.

 

 

EVANGELHO - Lc 1, 26-38

Evangelho de Nosso Senhor Jesus Cristo segundo São Lucas

Naquele tempo, o Anjo Gabriel foi enviado por Deus a uma cidade da Galileia chamada Nazaré, a uma Virgem desposada com um homem chamado José, que era descendente de David. O nome da Virgem era Maria. Tendo entrado onde ela estava, disse o Anjo: «Ave, cheia de graça, o Senhor está contigo». Ela ficou perturbada com estas palavras e pensava que saudação seria aquela. Disse-lhe o Anjo: «Não temas, Maria, porque encontraste graça diante de Deus. Conceberás e darás à luz um Filho, a quem porás o nome de Jesus. Ele será grande e chamar-Se-á Filho do Altíssimo. O Senhor Deus Lhe dará o trono de seu pai David; reinará eternamente sobre a casa de Jacob e o seu reinado não terá fim». Maria disse ao Anjo: «Como será isto, se eu não conheço homem?». O Anjo respondeu-lhe: «O Espírito Santo virá sobre ti e a força do Altíssimo te cobrirá com a sua sombra. Por isso o Santo que vai nascer será chamado Filho de Deus. E a tua parenta Isabel concebeu também um filho na sua velhice e este é o sexto mês daquela a quem chamavam estéril; porque a Deus nada é impossível». Maria disse então: «Eis a escrava do Senhor; faça-se em mim segundo a tua palavra».

Palavra da salvação.


NOTA EXPLICATIVA

IMACULADA CONCEIÇÃO DA

VIRGEM SANTA MARIA

 

LEITURA I

Porei inimizade entre ti e a mulher. Ao ler esta leitura, tem de se ter algum cuidado para não correr o risco de tomar em consideração apenas uma parte do «problema». Ou seja, não basta limitar-se a pensar que à desobediência dos primeiros pais corresponde um castigo adequado. Essa é uma constatação, mas é, em todo o caso, uma visão incompleta, pois a mensagem mais importante parece residir precisamente no facto de haver uma solução para a situação criada pela atitude de Adão e Eva: uma Mulher (a nova Eva) e o seu descendente aparecem como vencedores do Mal, este simbolizado pela serpente. Não vou entrar na discussão de estudos exegéticos sobre este texto, que não é esse o objetivo. Todavia, o certo é que este trecho só pode ser interpretado em plenitude à luz de outros textos posteriores, nomeadamente o texto de Is 7,14, que fala duma figura especial, de nome de Emanuel, «Deus-connosco». No contexto da festa deste dia - a Imaculada Conceição - essa mulher pode-se identificar com Maria, a Mãe de Jesus, o Messias prometido

LEITURA II

Predestinou-nos para sermos seus filhos. Este trecho, tomado da introdução à Carta de S. Paulo aos Efésios, deixa bem claro o grandioso desígnio que Deus-Pai nos preparou desde toda a eternidade: fazer de nós seus «filhos adotivos» em Jesus Cristo. Nós, tantas vezes, passamos tão ao largo deste facto que nem sempre nos damos conta de que - digamo-lo sem meias palavras - por Cristo passámos a fazer parte da família de Deus. É certo que Maria de Nazaré joga um papel importante e único neste plano e desígnio de salvação, porque sem o seu consentimento a história da salvação teria tomado outro rumo, mas isso não quer dizer que, ao sublinhar o papel de Maria, se esteja a subestimar o papel essencial de Jesus. É Ele o verdadeiro protagonista (e não Maria) dessa história. Maria tem, de qualquer forma, um papel e um ação «insubstituíveis». É por isso que faz todo o sentido tributar a Maria uma honra especial com uma solenidade do género. É precisamente através dela que nos vem Aquele que é a imagem visível do Deus invisível.

EVANGELHO

Vais conceber e dar à luz Jesus. Este trecho é também conhecido como a «Anunciação do Anjo a Maria». Poder-se-ia dizer que é, de algum modo, o reverso da medalha da primeira leitura. Maria, a nova Eva, dialoga com o Anjo Gabriel para procurar compreender a vontade de Deus a seu respeito. Mas, ao contrário de Eva, as suas palavras não são de desculpa, mas apenas um pedido de esclarecimento. Com efeito, depois de compreender o sentido da proposta que Deus lhe faz por meio do Anjo, Maria aceita a missão, embora não desconhecendo as dificuldades que isso acarreta. Ela dá-se conta da desproporção entre as suas forças limitadas (pois é criatura) e a obra transcendente que se vai operar no seu seio e no seu coração. Fica então patente que a grande história que está para acontecer é obra exclusiva de Deus, embora suponha e exija a aceitação por parte de Maria. Maria permitiu - por assim dizer - que a «graça» invadisse o mundo, a fim de dar início àquela nova humanidade de que - na ótica cristã - ela é o mais perfeito e belo exemplar.

 

publicado por Ruben Amorim em:- igrejasaojose às 18:38

pesquisar
 
PÁROCOS DA PARÓQUIA DE SÃO JOSÉ DE PONTA DELGADA
  • 1.º - Bacharel Ascénio Gonçalves -
  • 2.º - Padre Francisco Fernandes – 1581 a
  • 3.º - Padre José da Costa Marrecos – 1635 a 1669 (34 anos)
  • 4.º - Padre Francisco da Cunha Prestes – 1670 a 1687 (17 anos)
  • 5.º - Padre Cristóvão Soares de Melo – 1692 a 1725 (33 anos)
  • 6.º - Padre Pedro Ferreira de Medeiros – 1726 a 1760 (34 anos)
  • 7.º - Padre João Francisco Tavares – 1764 a 1768 (4 anos)
  • 8.º - Padre Joaquim de França – 1790 a 1798 (8 anos)
  • 9.º - Padre Manuel José do Rego – 1800 a 1809 (9 anos)
  • 10.º - Padre Jacinto Tavares do Rego Oliveira – 1814 a 1831 (17 anos)
  • 11.º - Cónego José de Medeiros e Sousa – 1833 a 1868 (25 anos)
  • 12.º - Padre António Luciano Horta – 1868 a 1891 (23 anos)
  • 13.º - Padre Manuel Augusto Pereira – 27/9/1893 a 1932 (39 anos)
  • 14.º - Padre Adelino Francisco de Oliveira – 1932 a 1939 (7 anos)
  • 15.º - Padre Jacinto Monteiro (vacatura) – 1939
  • 16.º - Monsenhor António de Almeida Maia – 22/10/1939 a 1992 (53 anos)
  • 17.º - Padre Laudalino de Sousa Duarte Frazão – 1992 a 8/8/2000 (8 anos)
  • 18.º - Monsenhor e Cónego José Garcia – 8/8/2000 a 17/10/2010 (10 anos)
  • 19.º - Padre Dr. Duarte Manuel Espírito Santo Melo – 17/10/2010
  • COMPILAÇÃO
    Rúben Borges de Medeiros Amorim - Contacto:- ruben.amorim@sapo.pt
    pesquisar