CAMPO DE SÃO FRANCISCO * PONTA DELGADA - SÃO MIGUEL - AÇORES *

20
Jan 11

 

 

PÁGINA LITÚRGICA

Semana de 22 a 28/01/2011

 

DOMINGO III DO TEMPO COMUM

 

LEITURA I - Is 8, 23b – 9, 3 (9, 1-4)

Leitura do Livro de Isaías

Assim como no tempo passado foi humilhada a terra de Zabulão e de Neftali, também no futuro será coberto de glória o caminho do mar, o Além do Jordão, a Galileia dos gentios. O povo que andava nas trevas viu uma grande luz; para aqueles que habitavam nas sombras da morte uma luz se levantou. Multiplicastes a sua alegria, aumentastes o seu contentamento. Rejubilam na vossa presença, como os que se alegram no tempo da colheita, como exultam os que repartem despojos. Vós quebrastes, como no dia de Madiã, o jugo que pesava sobre o povo, o madeiro que ele tinha sobre os ombros e o bastão do opressor.

Palavra do Senhor.

   

LEITURA II - 1 Cor 1, 10-13.17

Leitura da Primeira Epístola do apóstolo S. Paulo aos Coríntios

Irmãos: Rogo-vos, pelo nome de Nosso Senhor Jesus Cristo, que faleis todos a mesma linguagem e que não haja divisões entre vós, permanecendo bem unidos, no mesmo pensar e no mesmo agir. Eu soube, meus irmãos, pela gente de Cloé, que há divisões entre vós, que há entre vós quem diga: «Eu sou de Paulo», «eu de Apolo», «eu de Pedro», «eu de Cristo». Estará Cristo dividido? Porventura Paulo foi crucificado por vós? Foi em nome de Paulo que recebestes o Baptismo? Na verdade, Cristo não me enviou para baptizar, mas para anunciar o Evangelho; não, porém, com sabedoria de palavras, a fim de não desvirtuar a cruz de Cristo.

Palavra do Senhor.

 

 

EVANGELHO – Forma longa  Mt 4, 12-23

Evangelho de Nosso Senhor Jesus Cristo segundo São Mateus

Quando Jesus ouviu dizer que João Baptista fora preso, retirou-Se para a Galileia. Deixou Nazaré e foi habitar em Cafarnaum, terra à beira-mar, no território de Zabulão e Neftali. Assim se cumpria o que o profeta Isaías anunciara, ao dizer: «Terra de Zabulão e terra de Neftali, estrada do mar, além do Jordão, Galileia dos gentios: o povo que vivia nas trevas viu uma grande luz; para aqueles que habitavam na sombria região da morte, uma luz se levantou». Desde então, Jesus começou a pregar: «Arrependei-vos, porque está próximo o reino dos Céus». Caminhando ao longo do mar da Galileia, viu dois irmãos: Simão, chamado Pedro, e seu irmão André, que lançavam as redes ao mar, pois eram pescadores. Disse-lhes Jesus: «Vinde e segui-Me e farei de vós pescadores de homens». Eles deixaram logo as redes e seguiram-n’O. Um pouco mais adiante, viu outros dois irmãos: Tiago, filho de Zebedeu, e seu irmão João, que estavam no barco, na companhia de seu pai Zebedeu, a consertar as redes. Jesus chamou-os e eles, deixando o barco e o pai, seguiram-n’O. Depois começou a percorrer toda a Galileia, ensinando nas sinagogas, proclamando o Evangelho do reino e curando todas as doenças e enfermidades entre o povo.

Palavra da salvação.

  

SALMO RESPONSORIAL - Salmo 26 (27), 1.4.13-14 (R. 1a)

Refrão: O Senhor é minha luz e salvação. Repete-se

         : O Senhor me ilumina e me salva. Repete-se

 

NOTA EXPLICATIVA

 

LEITURA I

“Na Galileia dos gentios o povo viu uma grande luz”

No Evangelho deste dia, cita-se esta passagem de Isaías que hoje serve de primeira leitura. Refere-se ela à Galileia, terra de Zabulão e de Neftali, a província mais ao norte de Israel. O profeta anuncia-lhe hoje melhores dias, depois do tempo de exílio. As trevas do momento presente transformar-se-ão em luz e a alegria reinará de novo depois da humilhação. A profecia terá um dia a sua realização perfeita, quando Jesus por aí começar o seu ministério público, como o Evangelho de hoje irá proclamar.

 

LEITURA II

“Falai todos a mesma linguagem e não haja divisões”

O Apóstolo insurge-se contra as divisões que separam os membros da Igreja de Corinto, divisões que, no caso concreto, assentam até em partidarismos religiosos. E apela para as razões profundas da unidade dos cristãos: Cristo, crucificado por todos; e só Ele e mais ninguém. Os mensageiros do Evangelho são apenas instrumentos d’Ele junto dos irmãos.

  

EVANGELHO

“Foi para Cafarnaum, a fim de se cumprir o que anunciara o profeta Isaías”

A Galileia vai ser o campo da primeira parte do ministério público de Jesus. É então que essa província há-de presenciar a “grande luz” de que falava a primeira leitura. Ele é a luz; foi assim mesmo que um dia Jesus Se apresentou. E essa luz começou a iluminar, quando Jesus começou a pregar e a chamar os primeiros discípulos. Essa sua luz nunca mais se extinguirá: hoje ainda, e até ao fim, Ele continua a anunciar o reino de Deus e a chamar para ele todos os homens. Assim, a Galileia dos pagãos chegará a tornar-se, um dia, na Galileia da Ressurreição: “Lá Me vereis”, dirá o Senhor ressuscitado.

 

NOTÍCIAS DA PARÓQUIA E OUTRAS

 

INFORMAÇÃO

Recorda-se que, encontram-se abertas e até ao dia 15 do próximo mês de Fevereiro, as inscrições para a participação na Romaria Quaresmal do Rancho de Romeiros desta nossa paróquia de São José.

As mesmas poderão ser efectuadas no cartório desta igreja ou então como alternativa, através do mail:

romeirossjose@gmail.com

 

oooOooo

 

No próximo dia 24 a Igreja celebra a memória deste Santo, Bispo e Doutor da Igreja.

  

 

 

SÃO FRANCISCO DE SALES

 

Nasceu no Castelo de Sales, Sabóia a 21 de Agosto de 1567, morreu em Lion, França a 28 de Dezembro de 1622.

Formado em Direito e, com todos os requisitos para ser um óptimo advogado, Francisco contrariou os desejos dos pais ao entrar para o sacerdócio; porém acertou na vocação, porque assim passou a advogar espiritualmente pelo povo de Deus. Depois da sua ordenação sacerdotal (1593), foi passados seis anos (1599), ordenado bispo, cuja missão era de lidar com os Católicos que se tinham convertido ao calvinismo.

Francisco de Sales usou de folhetos e de todos os meios possíveis para, naquela época, consciencializar o povo sobre a doutrina cristã, isto através de encontros, diálogos, palestras e muitos testemunhos. Indo para Genebra, acabou nas mãos dos Calvinistas, porém conseguiu ser pastor, sábio e prudente.

Outro grande mérito do santo foi o de ter orientado para a vida espiritual as almas da Santa Joana e de São Vicente de Paulo.

São João Bosco, inspirou-se no seu apostolado e na sua espiritualidade e deu o seu nome à congregação que fundou para a educação da juventude.

É beatificado no mesmo ano que faleceu (1622) e foi a primeira beatificação a ser formalizada na Basílica de São Pedro. Em 1655 é canonizado pelo Papa Alexandre VII. A distinção de Doutor da Igreja é-lhe atribuída em 1877, pelo Papa Pio IX. No ano de 1923, o Papa Pio XI, declara São Francisco de Sales, o Santo padroeiro dos jornalistas e escritores Católicos, já que, ele nunca abandonou a arte da escrita.

 

publicado por Ruben Amorim em:- igrejasaojose às 18:57

pesquisar
 
PÁROCOS DA PARÓQUIA DE SÃO JOSÉ DE PONTA DELGADA
  • 1.º - Bacharel Ascénio Gonçalves -
  • 2.º - Padre Francisco Fernandes – 1581 a
  • 3.º - Padre José da Costa Marrecos – 1635 a 1669 (34 anos)
  • 4.º - Padre Francisco da Cunha Prestes – 1670 a 1687 (17 anos)
  • 5.º - Padre Cristóvão Soares de Melo – 1692 a 1725 (33 anos)
  • 6.º - Padre Pedro Ferreira de Medeiros – 1726 a 1760 (34 anos)
  • 7.º - Padre João Francisco Tavares – 1764 a 1768 (4 anos)
  • 8.º - Padre Joaquim de França – 1790 a 1798 (8 anos)
  • 9.º - Padre Manuel José do Rego – 1800 a 1809 (9 anos)
  • 10.º - Padre Jacinto Tavares do Rego Oliveira – 1814 a 1831 (17 anos)
  • 11.º - Cónego José de Medeiros e Sousa – 1833 a 1868 (25 anos)
  • 12.º - Padre António Luciano Horta – 1868 a 1891 (23 anos)
  • 13.º - Padre Manuel Augusto Pereira – 27/9/1893 a 1932 (39 anos)
  • 14.º - Padre Adelino Francisco de Oliveira – 1932 a 1939 (7 anos)
  • 15.º - Padre Jacinto Monteiro (vacatura) – 1939
  • 16.º - Monsenhor António de Almeida Maia – 22/10/1939 a 1992 (53 anos)
  • 17.º - Padre Laudalino de Sousa Duarte Frazão – 1992 a 8/8/2000 (8 anos)
  • 18.º - Monsenhor e Cónego José Garcia – 8/8/2000 a 17/10/2010 (10 anos)
  • 19.º - Padre Dr. Duarte Manuel Espírito Santo Melo – 17/10/2010
  • COMPILAÇÃO
    Rúben Borges de Medeiros Amorim - Contacto:- ruben.amorim@sapo.pt
    pesquisar